A importância de conhecer a si mesmo

Conheça várias ferramentas que podem ajudar você a se conhecer melhor

Quem nunca desejou entender um pouco melhor quem é?  Quanto mais nos entendemos, mais nos aprimoramos. 

A autoavaliação é uma forma de lançar um olhar crítico sobre nossas características, ela tem o objetivo de conhecer nossos pontos fortes e fracos. Ela pode contribuir para o nosso desenvolvimento profissional, ajudando a identificar as crenças que limitam uma melhora em nossa perfomance.

O objetivo de qualquer tipo de avaliação é convidar a reflexão. Identificar nossas melhores características e também os nossos defeitos, não para nos diminuir, mas para ajudar a sair da zona de conforto, e abrir espaço para a mudança.

Para nos ajudar nesta jornada em busca do auto conhecimento, existem várias ferramentas, cada uma com características únicas. Neste artigo, vou fazer um pequeno resumo sobre algumas das ferramentas mais comuns, e no final, você poderá acessar o link para fazer estes testes. 

Os tipos de ferramentas de autoanálise mais comuns são os seguintes:

Roda da Vida - Este teste serve para identificar em quais áreas de sua vida você está indo bem, e quem quais áreas existe espaço para melhorias.  Ela serve para identificar as áreas que você dá mais importância, e qual o seu nível de satisfação. Ao contrário de outros métodos de auto avaliação, ele é um ferramenta visual,  a roda da vida mostra o equilibrio que existe entre várias área de nossa vida.

Eneagrama - O termo vem do grego ennea, que significa nove e gramma, que significa algo escrito ou desenhado. Esta ferramenta serve para mapear a personalidade do ser humano, trazendo consciência para os padrões de comportamento, que podem ser construtivos ou destrutivos. O eneagrama classifica as personalidade em 9 categorias.

Perfil Comportamental - Também conhecido como teste Disc, ela considera que existem traços básicos de comportamento nas pessoas, que seriam a Dominância (D), Influência (I), Estabilidade (S) e Complacência (C). A função do teste é determinar qual o traço predominante.

Temperamento - Na antiguidade, o filósofo Hipócrates classificou os temperamentos das pessoas em quatro categorias, colérico, sanguíneo, melancólico e fleumático. A função deste tipo de teste é identificar possíveis habilidades, defeitos e características emocionais e de humor. Quando usado em processos de avaliação, ajuda a entender como lidar com cada tipo de personalidade.

Inteligência Emocional - Este teste também recebe o nome de Quociente de Inteligência.  Para a maioria das pessoas, a palavra inteligência está relacionada com a capacidade de resolver problemas. Porém, para alguns pesquisadores, não existe apenas uma inteligência, mas sim, várias, sendo que a inteligência emocional é uma das mais importantes, já que ela está relacionada com a nossa capacidade de monitor e controlar nossas emoções, de modo a poder influenciar de forma positiva as pessoas ao nosso redor.

Agora que você ficou sabendo um pouco sobre estas ferramentas, chegou a hora de participar! Para fazer estes testes, clique no link abaixo

Testes de personalidade